sexta-feira, 29 de outubro de 2010

ler faz crescer

olha só.. o itaú definitivamente tomando o lugar do real no papel de banco consciente! muito por causa do tom das propagandas, com aquele narrador que passa segurança mas não fala ríspido, que vc consegue enxergar um sorriso na voz..
 
e hoje fiquei sabendo de um projeto muito legal deles, chamado 'ler faz crescer', de distribuição de livros infantis.. na verdade kits de 4 livros cada, de graça, no endereço que vc informar! estimulando a leitura de livros pra crianças pequenas, que com esse contato inicial serão estimuladas a ver os livros de outra forma, mais próxima.. e se gostarem de livros, muito maiores serão as chances de gostarem de escola!
 
óbvio que os bancos não são "bonzinhos", mas o quanto mais se dedicarem a passar uma imagem boa e socialmente responsável.. melhor! mal não vai fazer.. :p

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

petição online msf

a princípio sou contra spam, mas este acho que vale a pena que porque a causa é justa e a instituição, séria.
 
os médicos sem fronteiras estão organizando uma petição online para que a união européia desista da idéia de se posicionar contra os medicamentos genéricos, restringindo a produção, acesso e transporte de medicamentos essenciais para os países subdesenvolvidos.
 
é super rápido e indolor: https://action.msf.org/pt_BR/action/index
 

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

top top salgados

* define salgados: "bolinhos" individuais artesanalmente produzidos com o intuito de servir como refeição rápida de balcão, ou seja, não inclui elma chips, porções de bar (tipo batata frita ou polenta) ou tortas e sanduíches, bem como outros bolinhos mais elaborados feitos em casa como tempurá ou guiozá.
 
à lista:
1. bolinho de frango de itapê, de casca crocante e recheio cremoso, com o molhinho picante à base de shoyu da minha mãe
2. croquete de bacalhau do yokoyama que o tio jorge compra no natal e festas importantes
3. empadinha da minha mãe, com aquele recheio que ninguém copia
4. enroladinho de peito de peru, cheddar e azeitona do pão-de-ló
5. pastel dos velhos e bons tempos do marabá, quando a caçulinha ainda vinha na garrafa de vidro
6. trouxinha de espinafre que eventualmente tinha no rockafé da gv e às vezes eu encontrava no café do cinema do espaço unibanco
7. pastel de queijo branco do café pastel soares, com direito a caldinho escorrendo no papel
8. bauruzinho do seu gentil, relembrando os tempos de anglo-itapê
9. saltenha do café da livraria cultura
10. pão de queijo eu não diria que qualquer um serve, mas é bem difícil eleger um específico.. o mais marcante na memória ia acompanhado daqueles ovomaltines de máquina

terça-feira, 19 de outubro de 2010

para francisco

foi através do blog que cheguei ao livro; e lendo o livro voltei ao blog. quase impossível não se emocionar com a história da cris, cujo namorado morreu subitamente deixando-a grávida de 7 meses. e na ânsia de manter vivas memórias dele para contar ao filho um dia e procurando desesperadamente uma forma de colocar pra fora sua dor, criou um blog, que serviu como terapia a apoiar o processo de cura.
expondo-se de forma corajosa, ela conta sua história, falando de seus medos e memórias mais pessoais, transferindo para o papel emoções conflitantes que resultaram da perda que a abalava e da alegria da nova vida que brotava dentro dela. e escreve com tal poesia e beleza que, embora tristes, suas histórias não são pesadas e densas porque no fundo consegue ela tirar aprendizado de cada dor, mantendo sempre uma postura otimista de quem curte os pequenos detalhes e momentos bonitos da vida, apesar de todos os pesares.
ela tinha todos os motivos do mundo pra ficar se lamentando toda depressiva, mas sua força e capacidade de transformar a dor em palavras bonitas e sentimentos positivos é realmente admirável.. e eu, que sou toda manteiga derretida, me surpreendi ao perceber que não me debulhei em lágrimas ao ler o livro (pelo menos na maior parte do tempo) porque o sentimento que fica é uma melancolia gostosa, de quem sabe que aproveitou o que pôde em vida e guarda boas lembranças a inspirar a vida que segue.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

revista sorria

eu ainda nem terminei de ler a revista toda, mas já fiquei fã. demorei pra comprar o primeiro exemplar, pois nunca tinha dado muita bola pra revistinha que fica à venda nos caixas das farmácias da droga raia. na verdade eu não via muito sentido em pagar $2,50 por uma revista que - no meu olhar preconceituoso de quem não conhece mas já possui opiniões formadas - seria apenas uma propaganda da farmácia maquiada de revista filantrópica (eu já havia visto o logo do graac na capa).
e quaanta ignorância a minha!!! sábado agora dei uma olhada nos títulos da capa e resolvi dar uma chance pra revista. nenhuma reportagem tinha chamado muito a minha atenção, mas achei a foto simpática, e resolvi comprar um exemplar.. de tão baratinho, mesmo que fosse só pela doação estaria ok.
e é bem legal o esquema.. muito melhor do que eu poderia imaginar que existisse! tem empresas patrocinadoras que bancam a editora e a impressão.. a droga raia entra com os pontos de venda, e o dinheiro arrecadado (que é mais do que a doação das empresas) vai todo para o graac (só descontando os impostos). as empresas ganham com a publicidade na revista (medley, p&g, união, kimberly, j&j e kraft), o graac nessa já recebeu mais de $4mm ao longo de 15 edições e os doadores-leitores ganham uma revista muito legal, melhor que a maioria que circula por aí!
a qualidade das reportagens é realmente boa, e os temas abordados, muito legais: sustentabilidade, cidadania, histórias de vida, comportamento, alguns questionamentos mais filosóficos sem ser chatões.. me lembrou a vida simples, que estimula um olhar diferente sobre a vida, menos estressado e mais plural. quero as edições anteriores!!

atelier gourmand

pra variar com a ajuda do desconto do wego, hoje fui conhecer o atelier gourmand, uma espécie de escola de culinária que promove aulas avulsas no horário do almoço, em que vemos a preparação dos pratos enquanto os degustamos. a estrutura física da sala de aula é muito boa, com uma cozinha equipadíssima que tem um fogão e uma bancada na ilha central com espelhos no teto, de forma que podemos acompanhar "de perto" o que está na panela sem sair das mesas dispostas em volta da sala.
o cardápio hoje foi composto de saladinha simples, escalopinho de filé mignon ao molho de funghi com risoto de açafrão e semifreddo de chocolate com uma calda ótema =D
no fogão mesmo acompanhamos o risoto do início ao fim e o restante das receitas a chef nos passou as dicas e o passo a passo apenas verbalmente. foi um almoço muito gostoso por si só, e achei bem interessante ver uma profissional ensinando uma receita que já conheço, mas que aprendi a fazer sozinha e do meu jeito.. ou seja, dá pra fazer muito melhor!!

obs - os preços regulares eu acho um pouco caros, mas adequados ao serviço que prestam, com toda a qualidade dos produtos, dos professores e da estrutura local. como exemplo, o almoço-aula sai por $80 o menu completo (entrada-principal-sobremesa) com água e vinho para acompanhar. aulas regulares com duração de 3 horas têm o valor médio de $250.

sereias da vila

feliz pelas meninas do santos que conquistaram o bicampeonato da libertadores, mas é dose ver em todos os lugares "copa santander libertadores femenina".. até aí já dá pra ver o quanto de atenção dão ao torneio.. =(

são paaaaulo!

faz um tempinho já assisti ao filme sobre o hexa brasileiro do são paulo, soberano, e nem comentei aqui porque apesar de legal para os são-paulinos, achei o filme bem meia boca. daria um bom especial para a tv, mas faltam vários ingredientes para um bom filme. mais emoção, uma história que amarre cada uma das conquistas, mais bastidores, enfim, muita coisa..

 mas semana passada voltei a ouvir o cd infantil que lançaram no final de 2008 e me convenci de que aquele material sim daria um ótimo filme de animação! o cd é primoroso, conta com músicas do ziskind, o cara que fazia as músicas do castelo rá-tim-bum e outros programas da cultura. em 18 músicas ele conta toda a história do time, desde o início do futebol no brasil, os tempos do são paulo da floresta, os primeiros títulos, a época de vacas magras da construção do morumbi, a conquista dos mundiais lá atrás e todos os títulos recentes.. lembrando dos nomes importantes de forma lúdica e fácil da criança apreender, interessante inclusive para os adultos. essa sim uma louvável iniciativa do spfc

oficina dos menestréis

não sou muito adepta do teatro, por falta de hábito, pelo preço ou o estilo mesmo que não me agrada muito, não sei. mas por duas vezes já fui a montagens da oficina dos menestréis, atraída por amigos que fizeram curso lá, e nossa, como gostei!




lá é como uma escola de teatro, e ao final do curso a turma faz apresentações ao público. por esse esquema de “montagem de final de curso”, todos os participantes estão presentes, o que torna o elenco das peças bem numeroso (por volta de 50 alunos). e acho que isso que faz toda a diferença.. porque tem um sentimento de grupo, parecem todos estar super envolvidos e transmitem uma energia muito boa.. mesmo que por vezes atuem como “cenário vivo”, apresentam soluções criativas, vibrantes.. recomendado sem restrições!

sábado, 16 de outubro de 2010

a frase

a frase sempre esteve ali, colada na parede do quarto.. mas é engraçado o quanto que, de repente, passa a fazer outro sentido:

"pros erros há perdão; pros fracassos chance; pros amores impossíveis, tempo... não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. desconfie do destino e acredite em você. gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando; porque embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu"

sarah westphal

dia das crianças

deu um trabalhão (tanto pra embalar quanto pra levar na instituição), mas como vale a pena... =)

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

top top chocolates


em ordem cronológica.. várias etapas da vida!

terça-feira, 5 de outubro de 2010

arancinis

colocando em prática a receita do encontro dos chefs especiais que contei outro dia aqui, aproveitei as sobras de um risoto básico de cogumelos e alho poró para testar os bolinhos. na falta de queijo - recheio mais comum dos arancinis - usamos azeitonas fatiadas.. e que combinação boa ficou! os preparativos são simples: basta fazer as bolinhas e passar em ovo e farinha de rosca antes de fritar em óleo bem quente. e o resultado, hmmm.. muuito bom! crocante por fora, com uma casca bem fininha, e o interior cremoso do risoto! além de saboroso, econômico!

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

balanço de 03.10

estou longe de ser militante verde e na verdade nem acredito muito nessa coisa de partido no brasil.. mas dada a extrema falta de opção nessa eleição, acabou que este ano as opções não foram tão óbvias e a maioria dos candidatos interessantes que consegui encontrar eram todos verdes.. procurando por perfis que saíssem da mesmice, que propusessem algo diferente, fui descobrindo que a maioria encontrou abrigo sob o guarda-chuva do pv
 
e aí, apesar da avalanche de votos pro tiririca, até que essas eleições terminaram melhor do que eu esperava no início. pra começar, marina com quase 20mm de votos é muita coisa! e pra quem tava esperando um passeio da dilma até que ficou de bom tamanho.. fora que em sp também foi uma baita surpresa pra mim o netinho não entrar pro senado.. ainda bem que pra esses cargos as pesquisas não valem muito! e outras pequenas surpresas também foram positivas: os outros candidatos do pv, quase sem nada de tempo de tv, tiveram uma colocação geral ruim mas mesmo assim significativas, tanto do feldman (pro governo de sp, 5º lugar mas com quase 1 mm de votos, 4%, encostando no skaf) como do ricardo young (pro senado, 4º lugar com mais de 4mm de votos, 11%, na frente do romeu tuma). eu nem votei no feldman, mas gostei ao ver que um milhão de pessoas consideraram uma outra opção que sai do eixo psdb-pt.
 
enfim, é uma esperançazinha de gente nova no futuro, idéias um pouco mais amplas talvez?